Blog

A polêmica de tratamentos com os ionizadores, ozonizador, pool clean e outros, precisa de adicionar cloro?




Em primeiro lugar precisamos saber a função de cada um:

Ionizador é um equipamento que libera íons de cobre e prata que matam as algas, bactérias e vírus, funciona como um reagente químico elétrico que é instalado nas tubulações da circulação de água para a piscina.

Ozonizador é um equipamento que realiza o tratamento com gás ozônio O³ (oxigênio trivalente altamente oxidante) que é produzido automaticamente e diluído na água.

Pool Clean tem a função de exterminar os micro-organismos, vírus, bactérias e fungos protozoários através da luz ultravioleta C, seria uma lâmpada que emite luz ultravioleta na passagem das tubulações e de retorno da água para a piscina.

Polêmica:

Todos prometem que seus equipamentos são eficientes e que não é necessário mais usar cloro.

O vilão cloro:

O cloro acaba sendo o vilão, porque muitos justificam que o cloro faz mal à saúde e muitas pessoas tem alergias, colocando em jogo o uso do mais eficiente produto para acabar realmente com todos os micróbios.

Alguns até comentam que há necessidade de colocar-se cloro semanalmente para tornar-se eficiente o tratamento de piscina, mesmo usando estes equipamentos comentados.

Comenta-se muito sobre a alergia de cloro em de piscinas, mas na realidade se o cloro não for tratado corretamente, poderá dar tais alergias, a sequencia correta da colocação do cloro seria: Primeiro a alcalinidade, dureza cálcica, PH e a presença de ácido cianúrico e por último o cloro, não deixar nunca em excesso.

Outro detalhe usar carbonatos e também o cloro orgânico, com estas atitudes para quem tem as alergias diminuem.

O uso de barrilha e sulfato também podem trazer alergias, confundindo com a alergia do cloro, o correto seria usar o bicarbonato de sódio, cloreto de cálcio e floculantes.

Todos os produtos tem suas recomendações ao colocá-los na água, não usar logo após a aplicação, sempre verifique as instruções nos rótulos dos produtos para seguir rigorosamente quando o banhista poderá entrar na piscina.

Conclusão:

O correto seria usar um destes tratamentos citados ( Ionizador, ozonizador ou Pool Clean), que poderá diminuir a frequência na colocação do cloro, porém nuca deixe de usar o cloro, pois no Brasil a exigência do uso de cloro em piscinas é bem clara conforme normas técnicas da legislação em vigilância sanitária, porém existem meios de diminuir o uso do cloro, tornando-se a água saudável e longe das alergias do próprio cloro e outros produtos químicos, a nível de ppm pode-se deixar o mínimo: De 3ppm para 0,3, usando ionizadores que matam vírus bactérias e algas.

Observações:

Controlar e manter o pH e o nível mínimo de cloro conforme determina a Vigilância Sanitária para piscinas Coletivas.
Um nível mínimo de Cloro é obrigatório a todos os tipos de tratamento alternativo em piscinas coletivas. Com o Pure Water PRO o nível de cloro é 5 vezes menor do que a quantidade de cloro normalmente utilizada em piscinas tratadas exclusivamente com cloro e não causa; cheiro na pele, cabelos secos, olhos irritados, pele seca, roupas desbotadas, etc. Todos os profissionais da natação e usuários de piscinas sabem a grande diferença que isso faz. Piscinas tratadas com Ozonizadores e Ionizador são comprovadamente mais saudáveis aos usuários do que as tratadas exclusivamente com 2 a 3 PPM de cloro.

 




8 comentários sobre “A polêmica de tratamentos com os ionizadores, ozonizador, pool clean e outros, precisa de adicionar cloro?

  1. Em vários cursos em que fiz e tirei certificação foram bem claro: Qualquer piscina seja qual for é necessário a presença do cloro, agora lógico que é uma polêmica, o fabricante quer vender o seu produto, ou seja, ele quer vender cloro, ionizadores, ozonizador, pool clean, etc.
    Como vamos certificar-se de quem está falando a verdade, mas o único método e eficiente para matar todos os tipos de bactérias, fungos, micróbios e outros ainda é o velho cloro, que aliás muitos fabricantes destes aparelhos dizem que o cloro é cancerígeno, mas nunca foi comprovado, na verdade estamos em uma guerra de concorrentes!

  2. BOA TARDE. QUERO COMPRAR UM IONIZADOR PARA MINHA PISCINA, devo a partir de instalado o ionizador, saber se ainda tenho que usar o SULFATO DE ALUMINIO, BARRILHA, ALGICIDA SHOK?

    1. Detalhes:
      A função do ionizador é livrar os vírus, bactérias, fungos e algas

      O sulfato de alumínio é um tipo de floculante para purificar a água, que se deve em seguida esperar a decantação para posteriormente eliminá-los através da sucção por aspiração.

      A barrilha é utilizada para elevar o PH.

      Algicida de choque combate as proliferações de algas.

      Conclusão:
      A barrilha não tem relação nenhuma com ionizador, pois você precisará continuando a verificar a alcalinicade e o PH da água.
      Agora o sulfato de alumínio e a algicida não será necessário usar frequentemente, pois o ionizador tem as mesmas funções, ou seja, purificar a água e prevenir a proliferação de algas.

  3. Tenho um ionizador da Igarapé há mais de 5 anos que sempre funcionou bem, só que não indica o nível de cobre nem de sais de prata, tem que acompanhar com fitas além do que a limpeza dos eletrodos é muito chata e os mesmos são muito caros! Estou pensando em mudar par Ozonizador, será melhor? Se for qual deles comprar?

    1. O Ozonizador não tem como medir, além do que ele só mata os vírus, bactérias e fungos enquanto a bomba estiver ligada, quando está em repouso, prolifera todos os tipos de germes. O ideal seria colocar um ionizador que realmente contenha eletrodos de cobre e prata, a maioria dos fabricantes falam que tem dois eletrodos o de prata e de cobre, mas no fundo só tem eletrodos de cobre, procure uma marca de renome, por exemplo a Pure Water, que realmente tem prata e cobre, por isso a prata abrange a desinfecção bem maior de que só o cobre. Em relação aos refis são caros mesmo, pois são de prata, o que não é barato, mas em compensação irá deixar de colocar inúmeros produtos químicos, tais como: Algicida, floculante, clarificante, cloro, ao longo do tempo acaba economizando.

  4. A eletrolise do cobre produz sulfato de cobre. Sendo assim ao usa o o ionizador estamos montado uma pequena fabrica de sulfato em nossa piscina. Gostaria de saber o seguinte:
    Faz diferença usar o ionizador e aplicar o sulfato diretamente na água?
    Obrigado

    1. O sulfato de cobre em si para o tratamento da piscina inibe a proliferação de algas, enquanto que o ionizador envia íons para piscina também com as mesmas funções combater as algas, além de matar os micro organismos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *