BlogCloroTratam.Químicos

Cloro

A água sanitária (mais conhecida como cloro) que tem apenas 2% de cloro livre e não é ideal para piscinas, pois a evaporação quando há muito Sol é muito rápida, então o cloro ideal para piscina seria o cloro granulado estabilizado ( hipoclorito de cálcio) que possui longa duração exposto ao Sol e ao tempo, além de ser um desinfetante mais eficiente.

O cloro livre é o elemento químico mais importante no tratamento da água, pois combate substâncias que venham a aparecer, criando uma barreira contra micro organismos que podem transmitir doenças, porém em quantidade excessivas causam irritações nas mucosas e provocam alergias nos banhistas.

Existem no mercado inúmeros tipos de cloros:

Cloro granulado:

1 – Cloro granulado puro é o mais puro e forte, sua fórmula tem cloro ativo que elimina as bactérias da água da piscina, também purifica a água.

2 – Cloro granulado dicloro – Além de desinfetar a água, estabiliza e inibi a ação contra os raios UV e de fácil dissolução.

3 – Cloro Mineral Brilhante – 10 em 1, elimina os germes, fungos, candidíase, previne a água verde, além disto a água fica cristalina deixando a água com íons minerais que intensifica a reflexão da luz.

4 – Cloro granulado múltipla ação 3 em 1 –  Contém cloro estabilizado, clarificante e algicida, neste caso é excelente para proteger de algas e prevenir contra água verde através da algicida já misturado no cloro, além disto também está composto por clarificante que auxilia na filtração e clarifica a água, é o mais recomendado em caso de uso constante de muitos banhistas, se colocado a noite, não haverá tantas interrupções para tratamentos e consequentemente a proibição na entrada de usuários, mais usual em alto verão com casas de veraneios em época de férias, por exemplo, mas não podemos deixar de medir o PH, alcalinidade e principalmente o cloro.

Indicação: Para desinfetar a água da piscina, purificando e matando todos os tipos de bactérias e micro-organismos existentes.

Quando usar: Quanto estiver abaixo de 2.0 ppm

Quantidade do produto: Em tratamentos normais devemos colocar cada mil litros de água cerca de 5 gramas, se estiver abaixo de 2.0 ppm temos que aumentar para 10 gramas para cada 1000 litros, se na medição não apresentar nenhuma coloração amarelada, isto quer dizer que não existe cloro na água, daí aumentamos par 15 gramas. 

Para casos de desinfecção (super cloração), devemos colocar 15 gramas para cada 1000 litros.

Observações: Verificar na embalagem qual a dosagem recomendada, por pode variar de fabricante para fabricante, o ideal para super clorar ou desinfectar seria o cloro granulado puro.

Modo de usar: Aplicar sempre a noite, para evitar a evaporação do cloro através do Sol, na manhã seguinte medir a cloração, deve estar sempre entre 2 a 4 ppm, acima e abaixo disto não liberar a piscina para os banhistas.
Colher um balde de água da própria piscina, adicionar o cloro recomendado no balde de água, misturar bem com auxílio de um cabo de madeira, colocar lentamente a metade em uma das saídas da água e metade em outra, ou espalhar jogando em todas as laterais e centro da piscina, programar o timer para uma hora com a alavanca do filtro posicionada em recircular, com os registros de retorno e fundo de ralo abertos.

Tempo para uso após aplicar: Somente liberar os banhistas após uma hora, com exceção à super cloração, liberar somente quando ficar em níveis das faixas entre: 2.0 a 4.0 ppm.

Tabletes:

São usados em flutuadores, enquanto tiver na piscina, os banhistas não podem entrar, mesmo se recolhido, circular a água pelo menos meia hora para liberar, pois o cloro pode estar concentrado no local em que foi posto o flutuador.

1 – Cloro puro: São tabletes com apenas cloros estabilizados.

2 – Três em um: Cloro estabilizado, clarificante e algicida

3 –  Penta com 5 funções: Tricloro orgânico, algistático, clarificante, estabilizador de pH e eliminador de matéria orgânica.

4 – Cloro para consumo humano: Geralmente estes cloros são usados para tratar água de poço, caixas de água, etc, mas pode ser também usado em piscinas, na maioria das vezes o ideal seria usar em dosadores de cloro, pois são mais duradouros ao dissolver na água, verificar na embalagem se o produto libera a entrada na piscina para banhistas. 

Veja como fazer o tratamento com tabletes clique aqui .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *